Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vou tirar o pó ao blog

por Amarelinha, em 08.06.18

Cansada de fazer parte de um grupo restrito de autores sem nome, em que o que se faz, basicamente, é todos irmos aos lançamentos de livros dos outros, e juntarmo-nos em tertúlias e encontros, decidi parar.

Parar, significa que não vou mais fingir que acredito que, a certa altura, os meus livros granjearão leitores reais, e se venderão. Ser do mundo da escrita a sério, ser conhecida, ser lida por quem não faz parte do meu grupo familiar e de amigos, é algo com que não posso contar. Eu tentei. Fi-lo durante seis anos.

Onde estou? Tenho dois livros (um de poesia, outro de contos) de que muito me orgulho. Assim como também me orgulho dos três prémios que consegui (um de poesia e dois de contos). Para além disso, guardo em cadernos manuscritos mais de três mil poemas, e em ficheiros Word, muitos textos. Tudo isso terá um futuro digno: ser lido por mim, no inverno da minha vida.

No meu closet existe uma parede em que eu já tinha colocado (emoldurados) um dos livros e dois dos prémios. Anteontem completei e aperfeiçoei esse mural, que ninguém mais vê, mas me faz bem à alma.

Para de certa forma me isolar dos apelos habituais, tive que deixar de seguir, no Facebook, os amigos da escrita. Alguns "desamiguei-os" mesmo.

Fica-me assim mais tempo livre. Vou dedicá-lo ao blog. Até porque preciso de um espaço que me sirva de escape. Quem realmente escreve, sabe que "a torneira não se fecha". Mas, aqui, não vou colocar poesia, nem qualquer "trabalho literário". Aqui, é o lugar das sensações, dos desabafos, dos comentários ao que acontece pelo mundo e nos surge diante dos olhos, diariamente. É o meu lugar para os cacarejos.

Procedi a alterações na aparência do blog, mas nada me contenta. Tinha que ser muito simples. Eu sou muito simples. Por hoje, fica assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:36


8 comentários

Imagem de perfil

De José da Xã a 12.06.2018 às 15:19

Caríssima,

Talvez pelas razões que aponta é que nunca publiquei um livro.
Cria-se uma espectativa que depois não corresponde ao que ansiávamos.
Por isso continuo no blogue.
Bom regresso.
A gente lê-se por aí!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.06.2018 às 22:19


Imagem de perfil

De O Triângulo Perfeito a 12.06.2018 às 16:00

Acho boa ideia trabalhar no blogue. Acaba por ser um escape, ao mesmo tempo que lhe permite exercitar a escrita.
Escrever é sempre positivo. Claro que seria importante alcançar alguma popularidade com os seus livros (e quem sabe, um blogue não lhe poderá indiretamente dar uma ajuda), mas o mais importante é deixar que as palavras saiam de dentro de nós. Porque todas as palavras que guardamos, transformam-se em ervas daninhas.
Aqui tem um espaço onde pode escrever tudo o que lhe vier à cabeça! :))
E nós cá estaremos para a/o ler.
Abraço!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.06.2018 às 22:20

Imagem de perfil

De Alfa a 12.06.2018 às 19:57

Um blogue é sempre um bom espaço para desabafar. E sim realmente a torneira só fecha se o desejarmos e mesmo assim nem sempre somos capazes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.06.2018 às 22:20

Imagem de perfil

De Ventania a 12.06.2018 às 20:51

Quem é escritor com a alma toda escreve por compulsão, por necessidade. Existam ou não leitores no "público". Também por ter noção dessa cultura de círculo nunca tive grandes ambições de publicar em nome próprio, mas a vida dá muitas voltas... :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.06.2018 às 22:23

Ter o nosso livro, mesmo a vender pouco, sabe muito bem.
O livro em papel, ali.
Mas sem vendas, sem leitores, ficamos a falar sozinhos.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D