Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Revisitei a Harriet

por Amarelinha, em 22.05.22

 

Ontem, acabei de ler, pela segunda vez, o livro “Esta é a tua vida, Harriet Chance!”, de Jonathan Evison.

Revisitando a vida da idosa, o escritor vai-nos mostrando que os acontecimentos nem sempre são o que parecem. E que, afinal, a vida dela não foi tão perfeita como ela a julgava, sendo que todas as pessoas que a rodearam lhe falharam, de uma maneira ou de outra.

As revelações vão sendo feitas durante um cruzeiro ao Alasca, que o marido (entretanto falecido) deixara pago. Comprara-o com a intenção de viajar com a amante. Um caso de trinta anos, ocultado com muito sucesso. A senhora em questão era a melhor amiga da esposa, mas só se tornara amiga dela para poder ser visita lá de casa e ter mais livre acesso ao amante.

A mulher embarcou ignorante destes factos.

Enquanto a viagem prossegue, a senhora vai tomando conhecimento de mais e mais pormenores que desconhecia, sobre episódios vários da sua vida. Racionaliza como pode, decidida a aproveitar a vida que lhe resta. Em vão. Completamente assoberbada, morre durante a viagem de regresso.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Geralmente, eu não releio livros. Há tanto que ler, para quê repetir? Mas a memória que guardava deste levou-me a voltar a abri-lo. Foi um erro. Preferia a primeira interpretação e o que tinha retido dela. A segunda, apanhou-me talvez com outra disposição de espírito, desvirtuou completamente.

Desta vez, o livro vai seguir o caminho de muitos outros: vai viajar para encontrar novos donos. Já não terá lugar na minha estante. Achará outra.

Reler só me compensa, se for poesia. Especialmente se eu tiver deixado pestaninhas nos poemas preferidos. A poesia nunca sai de cima da minha banca de cabeceira. A dos escritores de renome, e a minha. É reconfortante ter os meus próprios livros em boa companhia. Pelo menos ali…

É triste a insignificância dos números das minhas vendas.

Diria mesmo que escrevo cada vez menos, porque não há um destino favorável para o que produzo.

Mas leio. Leio. Leio. Vou dilatando as vendas dos outros. Há uma certa injustiça nisso.

EMOTICON_PILHADELIVROS.png

publicado às 12:42


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D