Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Faltam-me quatro páginas para acabar o livro. Interrompi para ir cozinhar a refeição, e agora poderia tê-lo retomado, mas não há urgência. Há que valorizar a última "garfada".

"O Caminho Imperfeito" é um livro a não perder. E eu, quase o perdia! Ao ler o seu começo, choquei-me. Não queria ler aquilo. Acrescentei-o à lista da biblioteca pessoal, em base de dados Excel, e arrumei-o na estante.

Um mês depois, mais propriamente depois de acabar de ler "Regresso a Casa", do mesmo autor, e não podendo acreditar que o livro assentasse todo sobre um tema tão desagradável, fui buscá-lo. Fiz bem.

Porquê aquele começo tenebroso? Talvez porque o choque do autor, se impôs. Talvez a sua Tailândia pessoal se tenha chocado também com a possibilidade real que aquele episódio contém. 

As muitas histórias por onde os nossos olhos deslizam, alcançam-nos e levam-nos pela mão de página em página.

Deixo um trecho da página 184.  (Quantas vezes eu própria me perguntei quem sou?)

Caminho imperfeito.jpg

 

 

publicado às 16:25


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D